Você está em HUMOR >>>>> Acesse a página inicial de HUMOR

 

 

SAIU NA IMPRENSA!

Incrível... Mas é verdade! - página 1

 

PARCERIA COM O ANTICRISTO

 

   "Número da besta" para celular é vendido por quase  R$ 5 milhões

Terça-feira, 23 de maio de 2006

 

Um número de telefone celular raro foi vendido no Qatar por 10 milhões de riales (US$ 2,7 milhões, o equivalente a quase R$ 5 milhões), em um leilão organizado pela companhia telefônica Q-Tel. Oito compradores disputaram o leilão para levar o número 666-6666.

 

Além de ser considerada rara por ser composta pelo mesmo dígito, a combinação traz o 666, considerado o "número da besta do apocalipse", de acordo com a Bíblia. Ele foi colocado à venda pela primeira vez.

 

A identidade do comprador não foi revelada. O valor da venda será repassado à organização médica Hamad, para financiar um projeto de serviços de saúde para os habitantes das regiões desfavorecidas do Qatar, As informações são da oficial QNA.

 

OPORTUNIDADE ÚNICA: VENDE-SE UMA SOGRA!

 

 Britânico coloca sogra à venda em site de leilões

 

07/04/2006 da Ansa, em Londres

 

Cansado das interferências de sua sogra, um internauta britânico colocou a mulher à venda em um site de leilões. "Oferta especial: vende-se sogra por apenas 1 libra [cerca de US$ 1,75]", dizia o anunciou publicado no eBay, segundo o jornal britânico "The Sun".

 

O desempregado Steve Owen, 42, fez a oferta na seção "artigos de coleção e coisas estranhas". Além do texto, os internautas podiam ver uma foto de Caroline Allenm, 50 -- a mulher oferecida no anúncio.

 

Na descrição, a mulher é definida como "usada", "boa com animais e para cozinhar" e "fora de atividade desde 1980".

 

Steve explicou seu gesto como uma reação à crescente invasão da mulher em sua vida particular. Após viver por 27 anos nos Estados Unidos, Allenm mudou-se para o Reino Unido para viver próxima de sua filha Tracey, 35.

 

O genro espera que alguém se interesse pelo anúncio. "Estou realmente preocupado, ela vem à minha casa todos os dias, tentando mudar a minha vida. Só espero que alguém leve ela embora, ela é solteira.", disse o homem.

 

Caroline não se abalou com o anúncio do genro, e disse que não pretende mudar de comportamento: "Ele é um desocupado e não deixarei nunca de atormentá-lo porque ele não mudará. Além disso, esse é o meu trabalho. Ele poderia ter fixado o preço de base para o leilão em 100 libras, eu sou mais bonita ao vivo."

               

Chinês tenta vender sua alma pela internet

 

05/04/2006  da France Presse, em Xangai

 

Um rapaz de 24 anos, que tentou vender sua alma em um site de leilões da China, conseguiu obter 58 lances antes dos operadores excluírem sua oferta. "Foi apenas um impulso", explicou o vendedor, que não quis se identificar.

 

O chinês explicou que o lance inicial por sua alma era de US$ 1,23. Os responsáveis pelo site decidiram que a oferta não era apropriada e deletaram o anúncio assim que a notícia ganhou repercussão na imprensa. Ainda assim, o site registrou 58 ofertas, sendo que a mais alta chegava a US$ 84.

 

"Nós retiramos a oferta porque achamos que apenas Deus pode controlar as almas", explicou o porta-voz do site Taobao. "Além disso, as almas não podem ser vendidas, já que não são vistas ou tocadas".

               

SUL-AFRICANO INVENTA O BANHO A SECO

 

19 de junho de 2012. OESP - REUTERS

 

     Inspirado em um colega muito preguiçoso para tomar banho e com alguns meses de pesquisa na internet, um jovem universitário da África do Sul desenvolveu um gel que poderia substituir a água e o chuveiro - invenção que lhe rendeu um prêmio e reconhecimento internacional.

Segundo Marishane, DryBath ajudará a economizar água em comunidades pobres - UCT/Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Segundo Marishane, o DryBath ajudará a economizar água em comunidades

pobres da África.

  Ludwick Marishane, estudante de 22 anos da Universidade da Cidade do Cabo, é o inventor do DryBath (BanhoSeco, em tradução livre), o gel que, aplicado na pele, provoca um efeito similar ao da mistura de água e sabão.

Com a invenção, ele foi o vencedor do prêmio Estudante Empreendedor Global de 2011, já que o gel seria bastante útil para a África, onde muitos lugares sofrem com condições precárias de higiene e milhões de pessoas sequer têm acesso à água. O produto não tem o cheiro de álcool dos gels higiênicos comuns e cria uma película hidratante inodora.

Marishane disse que a ideia surgiu quando um colega seu revelou não gostar de tomar banho, o que considerava uma atividade chata - ainda mais com a falta d'água. "Ele é muito preguiçoso e disse 'por que ninguém inventa alguma coisa para colocar na pele para não precisarmos tomar banho'", disse o jovem, acrescentando que foi esse o seu momento "eureca!"

Após seis meses de pesquisas no Google e na Wikipedia, ele desenvolveu a fórmula do DryBath e patenteou a invenção. O produto agora é manufaturado comercialmente e vendido inclusive para companhias aéreas e governos - que enviam o gel para seus soldados deslocados em outros países.

Outro mérito do gel, diz Marishane, é que ele ajuda na economia de água na África. "O DryBath vai ajudar bastante essas comunidades", concluiu.

       

ÍNDICE HUMOR

                     SEGUE

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.