Você está em HUMOR >>>>> Acesse a página inicial de HUMOR

 


    

O IG-NOBEL é uma pitoresca versão da premiação anual promovida pelo mesmo comitê do Premio NOBEL.

 Parece incrível, mas a coisa é séria, com a presença dos laureados, com cerimônia e tudo o mais, em plena Universidade de Harvard! O prêmio IG-NOBEL é concedido às personalidades que se destacaram em pesquisas e inventos que "primeiro nos fazem rir, e depois nos fazem pensar", conforme diz a frase de abertura no site do IG-NOBEL.

 

A cerimônia acontece desde 1991, e o site lista todos os ganhadores desde 1991.

 

Por enquanto os ganhadores de 2005, 2006 e 2009.

 

GANHADORES 2005

 

Medicina: Gregg A. Miller, pela invenção dos "Neuticles", testículos artificiais para cachorros, disponíveis em três tamanhos e três graus de firmeza;

 

Paz: Claire Rind e Peter Simmons, por monitorar a atividade cerebral de um gafanhoto, enquanto ele assistia partes do filme "Guerra nas Estrelas";


Biologia: uma série de pesquisadores e empresas, por catalogar os odores emitidos por 131 espécies de sapos, em situações de estresse;


Nutrição: Dr. Yoshiro Nakamats, por fotografar e analisar cada refeição que ele consumiu nos últimos 34 anos;


Dinâmica dos fluidos: Victor Benno Meyer-Rochow e Jozsef Gal, por calcular as pressões geradas durante o processo de defecação dos pinguins.


Economia: Gauri Nanda, por inventar um despertador que foge e se esconde ao tocar, assegurando que seu dono realmente saia da cama e portanto acrescentando muitas horas de produtivo trabalho ao seu dia.

 

GANHADORES DE 2006

 

Matemática: Nic Svenson e Piers Barnes, da Organização de Pesquisa Científica da Austrália, por calcular o número de fotos que devem ser tiradas para que se tenha certeza de que todos os componentes de um grupo apareceram com os olhos abertos.

 

Ornitologia: Ivan Schwab e Philip Mai, da Universidade da Califórnia, por um estudo que explica porque os pássaros carpinteiros não sofrem dores de cabeça.

 

Biologia: Bart Knols, da Universidade Wageningen de Agricultura dos Países Baixos, o Instituto Nacional de Pesquisa Médica da Tanzânia e a Agência Internacional de Energia Atômica, por demonstrarem que o mosquito "Anopheles gambiae", que transmite a malária, é atraído pelo cheiro do queijo tipo "limburguer" e pelo fedor de pés humanos.

 

Nutrição: Os cientistas kuwaitianos Wasmia al-Houty e Faten al-Mussalam, por um estudo que demonstra que os escaravelhos do estrume são animais comensais muito seletivos.

 

Paz: O cientista galês Howard Stapleton, que inventou um dispositivo "repulsivo de adolescentes", que faz um barulho irritante para as pessoas desta faixa etária que não é escutado pelos adultos.

 

Acústica: Lynn Halpern, Randolph Blake e James Hillengran, da Universidade Northwestern, de Chicago, que realizaram um experimento para determinar o por que de o barulho que as unhas fazem sobre um quadro-negro ser tão irritante.

 

Medicina: Francis Fesmire, do Colégio de Medicina da Universidade do Tennessee, e uma equipe do Centro Médico de Haifa, Israel, pela publicação de um estudo intitulado: "Fim do soluço mediante uma massagem retal digital".

 

 

GANHADORES 2009

 

SAÚDE PÚBLICA – O prêmio foi para Elena Bodnar, Raphael Lee e Sandra Marijan, de Chicago (EUA), por desenvolverem um sutiã que oportunamente se transforma em duas máscaras protetoras, uma para a usuária e outra para alguém que estiver próximo dela. Agora os terroristas devem pensar duas vezes antes de pretender lançar gases tóxicos contra a população americana!

 

QUÍMICA – O prêmio foi para Javier Morales, Miguel Apátiga e Víctor Castaño, da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), que desenvolveram um método para criar cristais de diamante a partir da tequila.

 

LITERATURA: O prêmio foi para a polícia irlandesa, por registrar mais de 50 multas em nome de um tal Prawo Jazdy, que em polonês significa "carteira de motorista".

 

PAZ – Levaram o prêmio Stephan Bolliger e outros médicos da Universidade de Berna (Suíça), por demonstrar que as garrafas de cerveja vazias lançadas em uma briga de bar são mais perigosas, porque fraturam crânios com mais facilidade do que as cheias.

 

VETERINÁRIA – Foram premiados  foram dois pesquisadores da Universidade de Newcastle (Grã-Bretanha), por descobrir que as vacas que são chamadas pelo nome produzem mais leite.

 

MEDICINA. O prêmio foi dado a Donald Unger, da Califórnia, que durante mais de 60 anos estalou os dedos de sua mão esquerda com o objetivo de demonstrar que o hábito não provoca artrite.

   

ÍNDICE HUMOR

        

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.